Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Dois lados

Se tudo tem dois lados
eu queria estar do lado de lá porque do lado que me encontro fica difícil me encontrar sempre a culpa é minha sempre eu tenho que mudar e enquanto isso eu perco as formas de sonhar é que todo mundo tem um caminho tão simples e quando é comigo parece tudo impossível não sou fraca, eu sei porque eu sei lutar mas e quando os caminhos já não permitem andar? eu fui tão inocente e estou pagando caro por uma escolha errada e suas consequências eu não errei sabendo que era errado eu errei tentando acertar mas tive que mudar o endereço do meu modo de pensar é que agora quando me magoam o meu mundo já não cai talvez eu mereça cada lágrima que se vai eu acho que acostumei com a decepção eu não tenho pra onde correr a sinceridade não gera nada o amor não gera nada você finge e todos fingem e o único amor verdadeiro que você pode ter vendeu tão caro o amor por você agora o que vem já não mata e nem fere se o amor não tem valor a esperança só machuca é que você segue a vida …

Tempo de Deus

Se Deus pudesse falar
diretamente ao seu coração
pediria para ter calma
e não dominar a razão
Pediria para se esquecer
das lágrimas que derramou
o dia vai nascer
o mundo não acabou
Mas Ele não virá
e não te dará a resposta
dessa pergunta fincada
no fundo da sua alma
Os amigos não sabem de tudo
os amores são tão inconstantes
e acreditar num futuro
parece promessa de ontem
A resposta não foi a mesma
você não plantou o que colheu
a fé também diminuiu
você sente que apenas sobreviveu
O mar sempre tem ondas
e você nunca está lá
o tempo deveria ser bom
e não apenas passar
Falam sempre de tudo
mas ninguém está no seu coração
você tem todo o direito
de questionar a ilusão
E se quando olhar para cima
não entender essa dor
pode questionar a vida
a razão do trabalho e do amor
Essa lágrima no travesseiro
estampada faz tempo
é tão natural
quanto a direção do vento
O que você não pode
é ficar dentro disso
abraçar o fracasso
e reter como filho
Não pode deixar que te digam
que perdeu a razão
que já …

Às vezes

Às vezes eu choro quieta
Às vezes eu choro tanto
que até me esqueço
o que existe além do tempo
Tem dias que parece
que tudo acabou
mas nem tudo a gente esquece
e o que fica não passou
Às vezes eu sofro tanto
que o meu coração se fecha
esqueço até que tem gente
que me ama e me cerca
O bom de respirar
é saber que tudo passa
se todo mundo sofre
porque então vou guardar mágoas?
eu parei,já faz um tempo
de julgar as pessoas
elas parecem felizes
mas só elas sabem o que pensam
muitas vezes a minha lágrima
veio de um possibilidade
será que fui esquecida?
é amor ou é vaidade?
È que às vezes eu sou pequena
tão pequena dentro de mim
que esqueço que amanhã
ainda posso ser feliz
é que às vezes eu aprendo tanto
que esqueço que posso errar
e o sorriso atrás do pranto
é da menina que não soube amar
e eu não sei se ainda quero
tudo o que ja foi motivo
talvez eu ainda espero
que qualquer coisa aconteça comigo
E quando a gente entra
no campo das emoções
o dinheiro não tem valor
apenas o amor e as cançõe…

Luz

Quando eu era criança
a vida era diferente
eu achava que todos tinham
a vida inteira pela frente
Havia um cheiro bom
e um dia muito longo
havia sonhos no colchão
e todo dia era novo
Quando eu cresci
vieram as decepções
as pessoas são assim
entre choros e paixões
não gostei do que eu vi
do que eu vivi,menos ainda
senti falta do olhar
que enxergava outra vida
e quando eu cresci
os meus monstros mudaram
como dói ter que crescer
e abandonar o colo
eu não sabia nada
e queria ser feliz
o monstro embaixo da cama
ainda está ali
a noite ele invade
os meus sonhos de mulher
e eu choro todo o pranto
que chora um adulto qualquer
eu sou forte agora
mas nem tanto assim
são tantos monstros que apavoram
antes de dormir
aprendi que é bom não saber de tudo
e que crescer requer cuidado
aprendi que quando não sabia nada
não sofria com o passado
Há uma diferença entre ficar no escuro
sem saber o futuro
e acender a luz
e ver a realidade
é que as vezes ficar no escuro
pode não tirar o medo
mas você além do …

Eu não posso nada

Eu não posso lembrar
para sorrir,andar e distrair
eu não posso parar
para pensar,lembrar e cair
eu não posso sentir
dentro de mim, lembranças que ferem
eu não posso querer
um amor do passado,e se eu penso
me desespero
eu não posso pensar
em cada detalhe,gesto e sorriso
eu não posso saber
como você está e se tem um amor
eu não posso te ver
nem te tocar,sentir ou observar
eu não posso dizer
o seu nome;nem posso vê-lo numa legenda qualquer
eu não posso chorar
mais um dia por algo que você não quer
eu não posso nada
se eu paro e penso nessa falta
nesse espaço,buraco sem sentido
nesse poço que o meu coração já está caído
eu não posso pensar
eu não posso sonhar
eu nem posso conversar
eu não faço nada
que me lembre você
porque a sua lembrança
tem um grande poder
me faz sentir pequena,sem sentido e razão
traz uma culpa tão grande
que pára o coração
me faz sentir fracassada e infeliz como mulher
tira todo o perdão que eu me dei e que você não quer
me faz sentir que nada vale a pena nessa vida