sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Geração



Nascimento gera amor
Juventude gera dúvidas
Paixão gera fraquezas
Dúvidas geram certezas
Olhar gera esperança
Caminhar gera solidão
Alegria gera saudade
Palavras geram negação
Observar gera frustração
Ir longe gera retorno
Acreditar gera decepção
Esperança também é um vazio
que gera dor no coração
Amor gera arrependimento
malditos são todos os momentos
E tudo que é sentimento
gera mudanças nos ventos
ódio gera fracasso
Morte gera aflição
Mas morrer por dentro
gera uma fria convicção
Segunda chance gera mágoas
não tê-la gera revolta
amar gera calor
o mundo gera uma volta
Entender gera explicação
Fracasso gera empatia
O nunca gera um talvez
e 'eu fiz' gera um 'não devia'
Um caminho gera uma pergunta
o que teria sido dos outros três?
Pedir permissão faz perder a rodada
ceder-se demais é perder a vez
E tudo gera ilusão
é o único sentimento envolvido
em todas as lutas, em todas as glórias
Iludir-se é culpar-se
ser o próprio castigo
Realidade demais também gera dor
e eu preciso de um meio termo
porque tudo o que não tem amor
gera um corte na alma e um desespero
Experiência gera segurança
e faz abandonar velhos hábitos
como pensar em você de manhã
gera a ilusão, que nunca gera um abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...