Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 7, 2011

Eu não preciso mais das musicas

Eu não preciso mais das musicas, dos filmes, ou dos livros para chorar O choro vem da alma, sem esforço, do fundo... O choro vem das constatações Dos medos. Dos dias... Não preciso mais de histórias, eu tenho o meu passado. E por mais que haja, e há um horizonte em minha frente... Ele parece não servir mais... Eu pareço não ser mais. Não ser mais ninguém nem para mim. O choro vem daí. A lágrima é tão natural como foi quando eu percebi que as coisas mudam, e que as pessoas são elas mesmas, mas elas mudam. E eu amaldiçoei a mim mesma,quando pela falta de experiência, sofri de excesso de esperança. E somos humanos. E devemos prosseguir. Mas o horizonte não está aqui. È tão instantâneo, quase que diariamente... Eu vou viver uma rotina que nunca muda. E se muda, eu nem percebo. Porque você está nela. Você é maldito, você é como um câncer que destrói o sonho. A vida me cobra, eu tento ser. Eu juro por Deus que eu fiz, nesses últimos anos, tudo o que eu chamo de ‘viver’. Mas é tão injusta, quanto c…

Esperança

As vezes tudo o que é preciso é calma
Ser calmo, não é ter paciência
é saber esperar
E saber esperar é um pouco mais que paciência
È ter esperança
E ter esperança é um pouco mais do que apenas esperar
È saber que vai acontecer
É saber que é seu
È saber que no relógio da vida
A sua hora está marcada
E essa é a diferença
È saber que está fazendo por onde
E que o que é seu está guardado
E como é dificil passar por essas etapas
Aprender a ter calma, paicência e esperança
E como dói o sentimento de injustiça
de indiferença, de desesperança
Mas as vezes é preciso ter fé
Pois fé é um mais que esperança
È a certeza inabalável
È remar contra a maré
È acreditar no que ainda não se vê
È fazer existir o que ainda é só uma hipótese
È mais que possibilidade
È viver com que é seu de verdade
Talvez falte um pouco de cada
Para que o meu sorriso sobreviva
Para que a minha estrada continue
Para que a minha esperança resista
E eu que não controlo o tempo
Aprendi que nem tudo é como a gente quer
Talvez eu ame o meu medo
Talvez seja o …