sexta-feira, 4 de maio de 2012

4 paredes



Eu precisava manter a distância
entre quem eu sou e quem eu era
eu precisava compreender o sentimento
da menina que olhava a janela
Eu precisava que fosse assim
tantas mudanças em mim
Eu precisava olhar para o caminho
e parar de amar a minha dor
Eu precisava me desviar
do caminho dos que não sentem
eu precisava dos espinhos
para me sentir viva
Você é parte do meu caminho
eu pensei tantas coisas sobre você
as vezes você me ama
as vezes eu quero te esquecer
mas na maior parte das vezes eu quero te querer
As vezes você me sentiu tão distante
e não me amou mais
as vezes você leu em meus olhos
que eu queria mais
tantas vezes eu fui tantas
e defendi tantos papéis
era santa e louca
a mais doce das cruéis
Não enxerguei o seu amor
e você foi se recolhendo
o tempo que me mudou
foi te amadurecendo
hoje somos dois calados
Amo quando estou do seu lado
Hoje você não declara seu amor
mas não é indiferença que vejo em seu olhar
Tanta coisa para falar
Se fosse apenas pele
já teríamos nos esquecido
mas o amor tem suas formas
Desculpe por não tê-lo visto
Já não sou a menina que você conheceu
e em suas mãos virei a mulher que te surpreende
joguemos fora nossos medos
somos mais que quatro paredes

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...