segunda-feira, 20 de agosto de 2012

O dono do Tempo



Um homem queria o tempo.
O tempo todo para si.
Pensou em guardar sem ventos
O tempo que queria viver.
Ele queria comandar tudo
e evitar as coisas ruins
Se ele fosse dono do tempo
O tempo todo seria feliz.
As crianças não cresceriam
e as mulheres sempre tão jovens
Os bebês não falariam
Não haveria dor num corte
O tempo ele guardou
mas as coisas ficaram tristes
Não havia brincadeiras na rua
casais não tinham ciumes
Meninas não largavam as bonecas
e o cemitério seria um fracasso
O tempo que não passa
Ninguem tinha nenhum trocado
Não chegou o tempo de coisas boas
quem não tinha nada, continuou assim
A barba grisalha era estranha
quem não tinha, não teria enfim
O homem não gostou de ver
Queria crianças crescendo
Queria ver o tempo de mudar
queria ver pessoas amadurecendo
Ele foi no grande baú
e resolveu soltar o tempo
Mas o tempo havia passado
quase não se reconhece no espelho
Meu Deus, que atitude banal!
Prender o tempo é impossivel
Foi ele quem parou no tempo
Quando pensou que controlasse tudo.

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...