Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Aperto no peito

Aperto no peito, é mesmo esquisito
Consegue sempre acabar com meu dia.
Mais que com o meu dia...
Acaba com a minha alma...
Acaba com a vontade que eu tenho de seguir
Acaba com as forças que sei que estão em mim
Acaba com o sonho
que de novo fica de lado...
Aperta o peito
nó na garganta
feliz é quem não sabe o que é a vida
Felizes são as crianças.
Aperto no peito é  aquela sensação
que deixa clara uma insegurança
é quando você sabe que já tem o não
daquele objetivo que trazia esperança.
Muitas vezes eu pergunto
Quem anda errado,
o meu jeito sincero
ou mundo está acabado.
O mundo não acabou...
Mas o meu mundo sim
Como pode você ter amado
algo bom que viu em mim...
E simplesmente seguir assim
Como se não tivesse acontecido,
o que me dói é saber
que dessa vez foi comigo.
Aperta o coração
Mais uma vez eu sigo..sem rumo
e você segue manipulando
as pessoas como se fossem coisas...
Aperto no peito e nó na garganta.
Queria ser indiferente a sua presença.
Siga a vida e torne-se homem
também nã…

A/C AMIGOS

Eu não sei o que você está vivendo.
Eu não se se o momento é de plantar ou de colher.
Eu não sei se você esperou uma coisa da vida e veio outra.
Eu não sei se a sua felicidade sempre foi tão plena, ou se você sorri assim apenas para continuar. Muitas vezes a gente vive uma situação apenas por um objetivo, nem que seja ver o que há depois disso, o que vem depois da dor? Sua expectativa pode ter sido até inocente, e nós somos imaturos quando pensamos ser sábios.
Os amigos e a família são importantes, são partes de nós. Muitas vezes eles nos lembram quem somos, quando nos perdemos, quando estamos lutando, trocando de sonho.
Eu não sei o que você pensa de mim, ou dos outros. Nem sei se você saberia se definir em poucas palavras. Muitas mudanças nos últimos anos, não é?
Eu posso ter me afastado de algumas pessoas, pela correria..sonhos dão tanto trabalho... Mas eu nunca deixei de ser amiga dos meus amigos. De Amar quem pode ter mudado, mas não perdeu a essência. Amadurecer, mudar de planos, ser …

Ciclo

Ciclo. Recomeço. Amanhecer.
Tantas coisas, novos dias
Tanta luta,
Sem nenhum barulho...
Talvez ninguém saiba
o que se passa em minha mente
minhas opiniões tão deformadas
a negligência do inteligente.
Eu pensei que fosse sério
Tudo sério em meu caminho.
Mas o meu atalho
me levou mais uma vez ao vazio.
Eu apostei o que eu tinha
Porque aquilo tudo era importante para mim,
Olho para o lado, quanta alegria!
E eu sem respirar enfim.
Aceitar nem é opcional
é tudo que posso fazer,
Mas recomeçar sem final
Cansa quem não sabe o que merece ter.
Eu ainda acredito
que virá minhas recompensas,
Nem só de recomeço vivem os justos
é preciso ter calma para ter paciência.
Ciclo. Acho que acabou mais um!
Como um ratinho numa roda
Espero que agora esteja madura
para não viver a mesma história.
E quem foi, já foi...
O que eu fiz tá feito...
O fato de ter te amado,
Não muda o fato de você não ser direito.
E as pessoas são sempre iguais
contadoras de histórias.
Eu saí desse ciclo que me fazia mal
e você, si…

Jogo da Vida

E se a vida for um jogo Que me obriga a apostar E se Deus for um dado Ou vários dados a rolar E se eu jogo aos poucos E o tempo não espera E se eu aposto tudo E perder me desespera E se o jogo exige estratégia E eu nunca vejo a frente E se as probabilidades Viram sorte em minha mente Talvez eu tenha apenas Que fechar os olhos e lançar os dados Talvez eu pense  nos outros Que são todos adversários E se sorte não existir E a vida for um jogo pensado Tem quem pense na lógica E erre ao lançar os dados Pode ser que seja um jogo Mas não tem o que pensar Estratégia ou acaso Viver é sorte e azar.

Sobre a Tragédia de Santa Maria

O beijo de boa noite,
 Que nunca mais será dado.
 A correria e a mãe,
 Ainda lhe entrega o casaco.
 A diversão e a juventude,
 Era apenas uma fase.
 A vida escorreu pelas mãos,
 Isso não cabe em nenhuma frase.
 Os heróis traumatizados,
 A fumaça sufocou os sonhos.
 A saída que não foi encontrada,
 A garganta que não gritou.
 A mãe que esperava acordada,
 O sonho que não voltou.
 E o futuro que era tão lindo,
Foi embora de uma vez.
Pulmões inundados de lágrimas,
 de quem sobreviveu e morreu uma vez.
 E a barriga que crescia,
Os primeiros passos e as quedas.
 O sorriso de um filho,
 Que é lembrado naquele momento.
 Os filhos sempre crianças,
 Viraram anjos em outros braços.
 Santa, Santa, Santa Maria!
 Quantas Marias estão chorando?
 E a Maria que também é mãe,
 Pegou no colo tanta gente adulta.
 Que parecia criança,
 Que não tinha esperança...
 Que queria acordar,
 do pesadelo de respirar.
 Sim.. ela respirava,
 O filho não.
 Jovens,sonhos,meninos...
 OS heróis não foram em vão.
 Par…