sábado, 23 de fevereiro de 2013

Aperto no peito


Aperto no peito, é mesmo esquisito
Consegue sempre acabar com meu dia.
Mais que com o meu dia...
Acaba com a minha alma...
Acaba com a vontade que eu tenho de seguir
Acaba com as forças que sei que estão em mim
Acaba com o sonho
que de novo fica de lado...
Aperta o peito
nó na garganta
feliz é quem não sabe o que é a vida
Felizes são as crianças.
Aperto no peito é  aquela sensação
que deixa clara uma insegurança
é quando você sabe que já tem o não
daquele objetivo que trazia esperança.
Muitas vezes eu pergunto
Quem anda errado,
o meu jeito sincero
ou mundo está acabado.
O mundo não acabou...
Mas o meu mundo sim
Como pode você ter amado
algo bom que viu em mim...
E simplesmente seguir assim
Como se não tivesse acontecido,
o que me dói é saber
que dessa vez foi comigo.
Aperta o coração
Mais uma vez eu sigo..sem rumo
e você segue manipulando
as pessoas como se fossem coisas...
Aperto no peito e nó na garganta.
Queria ser indiferente a sua presença.
Siga a vida e torne-se homem
também não sou mais menina sem nome
Eu aceito essas dores, porque um dia vou entender
Não minta para si mesmo...
eu nunca menti para você.
Apenas se afasta, como se eu não fosse alguém
que sentisse essa faca
que sentisse essa mágoa..
que não sentisse o seu olhar ser uma arma.
Eu vou deitar...coração sufocado
Feliz é a mulher que te tem como amado.
Sei que um dia
o coração dela vai apertar
Quem mente uma vez...
sempre é o último a chorar.

Um comentário:

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...