quinta-feira, 21 de março de 2013

Empurrão


Me empurraram aos pouquinhos
Cada um com seu sorriso,
Cada um com seu conselho,
Todo mundo bonitinho!
Me empurraram devagar
Para eu não perceber,
Que era voluntária
De uma forma de morrer!
Me empurram para longe
dos meus sonhos e dos meus objetivos,
Criticaram tudo que era meu
Porque quem quer nos enfraquecer,
Só sabe fazer isso!
Me empurraram e  eu nem sei
Talvez eu mesma tenha ido.
Opiniões eu escutei
E acreditei em destino!
Me empurraram e foram embora
Lavaram as suas mãos,
Os olhos que me olham agora,
Observam apenas a minha reação.
Me empurraram eu eu fiquei lá,
Sozinha e já sem sonhos.
Empurraram minha fraqueza,
e jogaram terra nos meus planos.
Mas uma coisa eles não sabiam.
Eu aprendi a reagir,
A força que eu lhes dei,
Agora está de novo em mim.
Eu demorei para sair,
O abismo parecia não acabar,
Mas agora estou mais forte,
nem ouse assoprar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...