sábado, 9 de março de 2013

Tanto


Eu quis tanto
Eu chorei tanto
Eu pensei tanto
Eu briguei com o mundo
Pois estava tudo errado!
Eu queria tudo
o que não foi justificado
Eu queria ser
ter, fazer
tudo de melhor para você.
Eu vivi sempre
para o futuro
Haveria um grande dia
E seria perfeito
Pura fantasia
Realidade sem direitos.
Eu quis tanto
ser tudo o que você precisava
Noites mal dormidas
lembranças assaltadas
Posso até ter feito
Tudo sempre errado
mas é meu direito
de respirar sem estar afogado
Como pode
num momento
ou um terço de uma vida
ser tudo o que  eu desejo?
e agora...a alma chora
inocência no relento
pode ir embora
porque não há amor nisso
eu queria você bem
não o fracasso de suas aventuras
eu quis quem eu conheci
não o menino sem ternura
O amor que tenho em mim
É um filho que criei
ele não vai decidir
quem está aqui, não é quem eu amei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...