sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Ciclo




Ciclo. Recomeço. Amanhecer.
Tantas coisas, novos dias
Tanta luta,
Sem nenhum barulho...
Talvez ninguém saiba
o que se passa em minha mente
minhas opiniões tão deformadas
a negligência do inteligente.
Eu pensei que fosse sério
Tudo sério em meu caminho.
Mas o meu atalho
me levou mais uma vez ao vazio.
Eu apostei o que eu tinha
Porque aquilo tudo era importante para mim,
Olho para o lado, quanta alegria!
E eu sem respirar enfim.
Aceitar nem é opcional
é tudo que posso fazer,
Mas recomeçar sem final
Cansa quem não sabe o que merece ter.
Eu ainda acredito
que virá minhas recompensas,
Nem só de recomeço vivem os justos
é preciso ter calma para ter paciência.
Ciclo. Acho que acabou mais um!
Como um ratinho numa roda
Espero que agora esteja madura
para não viver a mesma história.
E quem foi, já foi...
O que eu fiz tá feito...
O fato de ter te amado,
Não muda o fato de você não ser direito.
E as pessoas são sempre iguais
contadoras de histórias.
Eu saí desse ciclo que me fazia mal
e você, sinto muito, ficará apenas na memória.




Jogo da Vida




E se a vida for um jogo
Que me obriga a apostar
E se Deus for um dado
Ou vários dados a rolar
E se eu jogo aos poucos
E o tempo não espera
E se eu aposto tudo
E perder me desespera
E se o jogo exige estratégia
E eu nunca vejo a frente
E se as probabilidades
Viram sorte em minha mente
Talvez eu tenha apenas
Que fechar os olhos e lançar os dados
Talvez eu pense  nos outros
Que são todos adversários
E se sorte não existir
E a vida for um jogo pensado
Tem quem pense na lógica
E erre ao lançar os dados
Pode ser que seja um jogo
Mas não tem o que pensar
Estratégia ou acaso
Viver é sorte e azar.

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...