domingo, 16 de fevereiro de 2014

Sonho

Hoje eu sonhei com você
E acordei com saudade
Acordei como se eu pudesse
Pegar aquele tempo de volta pra gente
Pessoas perdendo seu tempo
sendo poços de magoas
Amizades que se vão com o  tempo
Amores vendidos por nada
E não há um real interesse
em desvendar todas as questões
é que a medida que a menina cresce
Vão  machucando o seu coração
Eu até que gosto de chuva
e do cheiro das lembranças
Uma coisa e olhar da janela
outra coisa é ser a criança
Não me lembro assim perfeitamente
das palavras que você me falou
lembro do cheiro, da roupa, do carinho
e do cuidado com que me tocou
o vento veio em minha direção
você estava ali em minha frente
pena que isso foi só um sonho
Essa realidade só existe na mente.
Saudade não é bom de sentir
aperta tão profundo o coração
faz a gente questionar o existir
Faz a gente nem querer ter razão
cuido de cada lembrança sua
do olhar, do jeito que conversávamos
cuido de cada pedaço desse amor
que nós mesmos duvidávamos
Difícil seguir sem você
e sem a direção do amor
dedico os meus sonhos a te querer
pois a nossa realidade  já passou.

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Leve Desespero

O meu desespero me domina,
mas eu nada falo.
Com meus olhos de menina,
Eu apenas me calo.
O meu desespero é como um filho,
que nasce de minhas entranhas,
Que não sabe andar,
Que não pode falar.
O meu desespero é leve,
Como uma pluma que o vento leva,
O meu desespero não berra,
Ela apalpa as trevas.
O meu desespero é irônico,
Ele é devastador,
O meu desespero é metódico,
Ele gosta de sentir dor.
Ele está dentro de mim,
e grita para sair.
Eu não grito com ele,
Para ele não fugir.
O meu desespero já foi afobado,
Hoje ele é observador,
Quando há uma leve paz,
Ele se torna ameaçador.
O chão foge dos pés,
O céu é limitado demais,
O meu desespero é tão meu,
que só em mim encontra paz.
Só ele eu sabemos
O que é estar em um lugar, vivendo uma vida,
e sonhar com dia seguinte, com lembranças perdidas.
O meu desespero pede um tempo,
e pede para que eu tenha esperanças,
Ele chora com facilidade,
O meu desespero é uma criança.

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...