terça-feira, 1 de abril de 2014

Meu Mundo


O mundo desaba embaixo dos seus pés
O mundo desaba em cima de sua cabeça
O mundo desaba a qualquer momento
O mundo está aí para isso.
O mundo desaba em cima de todos,
Ou apenas dentro de você,
O mundo se resume em céu e inferno.
O bem e mal dentro de você.
Eu quis que o mundo fosse perfeito.
Perdi uma parte da minha vida com isso,
Perda, perda, perda ... sensação de derrota;
Vai dizer que você nunca fracassou na sua vitória?
Eu quis as cores mais vivas possíveis,
Não podia rascunhar no meu céu.
Eu quis ser feliz vendo os outros felizes,
Mas que inferno eu vivia, eu sendo a cruel.
O mundo não é de todo mundo.
As vezes ele nem é seu também,
O mundo é de poucos vagabundos,
que possuem a liberdade para ir além.
O mundo não traz segurança,
muitas vezes ele não traz nada de fato,
Mas essa tal dessa experiência,
Vale mais que muito contrato.
O meu mundo desaba aos poucos.
Debaixo dos pés que nunca estão firmes.
Quando não é amizade, é amor, que sufoco!
Queria respirar os ares dos loucos.
Ainda bem que para ser feliz eu não preciso,
Agradar os hipócritas desse mundo fantasiado,
Pessoas passam na mesma calçada,
Grandes amores nem olham para o lado.
Eu tenho um mundo que é só meu,
quase ninguém entra nele,
Essa esquizofrenia social, que tal?
Ninguém bagunça o que me custa arrumar.
O mundo é só um bando de gente,
tentando ser melhor que você.
Dane-se o mundo, dinheiro, profissão.
Sentir que respira e que bate o coração...
O folego que falta no nosso dia a dia,
Muitas vezes está no mundo do nosso quarto.
Dane-se esse mundo, que desabe de uma vez,
Não pertenço a essa cadeia de sofrimento.
Quer ir vá, quer ficar, seja inteiro.
Meu mundo é para poucos, poucos verdadeiros.



Um comentário:

  1. Diana Dias de São Paulo6 de abril de 2014 16:59

    Muito lindo, vc escreveh muito bem!!!!!!!

    ResponderExcluir

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...