sábado, 28 de junho de 2014

Saber Amar


Não adianta fugir
Não adianta chorar,
Você não está mais aqui,
Nada está no lugar.
Não adianta querer,
Que tudo se resolva,
O tempo só sabe correr,
e viva ou esqueça;
Eu matei os meus sonhos,
Eles morreram nos meus pés,
Eu pisei nos ombros,
Eu fui malvada e fui mulher.
A sensação de desacreditar,
é muito forte em mim,
Não é comigo que está acontecendo,
É muita coisa, enfim.
Não acredito que te amo,
Porque o amor é uma tolice,
A realidade é muito dura,
Amar é ter deslizes.
Eu fugi dos meus sonhos,
dormindo como quem não tem culpa.
Eu fingi que estava tudo bem,
Mas tudo foi uma luta.
Voltar para mim mesma,
entrar de novo no meu corpo,
reencarnar a minha verdade,
me levaria ao topo.
Ser minha a alma firme,
Ser dona de minhas opiniões,
Ser a dona do meu destino,
Sem esperar cantar as canções.
Voltar para si mesmo,
Na verdade é uma guerra.
Sonhar os seus próprios sonhos,
Pode fazer você engolir muita terra.
Empurre os que atrasam,
Estou tentando me retomar,
Viver é mais importante,
Amar a si é saber amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...