domingo, 14 de dezembro de 2014

Crescer


Ela nunca soube,
Nunca saberá,
Que o amor não é um erro,
o errado é não saber amar.
Ela era cega
embora tivesse a visão,
Ela enxergava o mundo,
com a cegueira do seu coração.
Ela era doce,
E não conhecia a amargura,
Não sabia que a decepção
Era a expectativa pura.
Ela nunca soube,
Que podia tantas coisas,
Que podia ser grande,
Que teria coisas boas.
Ela sempre achava
Que nada merecia,
Que nada teria,
Que a vida era vazia.
Ela foi vivendo,
Mesmo sem ter um sentido,
Mesmo que sofresse,
Mesmo sem saber para onde estava indo.
Ela sempre esperou
Que chegasse o grande dia,
Poderia amar, ser amada, ter amigos e alegria.
Ela não sabia,
Que era tudo fantasia,
Que as pessoas assim como ela,
Também de nada sabiam.
Ela nunca soube,
Nem nunca saberá,
Que para amar o próximo,
É preciso saber se amar.
Um dia ela acordou, e passou a enxergar,
Aí sentiu o peso das escolhas e se pôs a chorar.
Ela ainda sabe,
Que precisa correr,
De todas as escolhas,
A mais importante é crescer!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...