domingo, 11 de janeiro de 2015

Ela


Ela precisa recomeçar.
Ela morre sem respirar,
Será que lhe falta um pulmão?
Ela vive sem um coração.
Ela precisa seguir.
Porque apagaram as luzes?
Como ser feliz?
Com o relevo de tantas cicatrizes?
Ela tem que parar de chorar,
Está com os olhos inchados.
Possui olhos cor de mar,
E há ondas de tristezas em seus olhos.
Ela precisa sorrir.
Estão lhe julgando agora.
Ela precisa definir,
Que não é assim que se define uma história.
Ela precisa viver.
Ela precisa seguir,
Sem pulmão, coração e alma,
Ela precisa resistir.
Ela precisa resgatar,
O brilho da alma que roubaram,
Ela precisa provar,
Um lado doce que tanto falaram.
Ela ainda está viva,
Então é mesmo teimosa,
E se essa for a sua fraqueza,
Virou a fortaleza de sua história.
Ela resgata a si,
Faz um oração,
Pede forças para seguir,
Precisa da noite, vinho e canção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...