sábado, 6 de junho de 2015

Corte

Resultado de imagem para mulher sofrendo de amor
Como Deus deixa um sorriso,
dominar assim a minha vida?
Essa coisa de amor me confunde,
e deixa a vida tão linda.
Mas o que será dos meus dias?
Se eu não posso tê-lo comigo?
Se a vida separou num corte,
O que era direito da morte.
Eu vou morrer todos os dias,
Dos próximos verões.
Vou chorar sozinha,
Quando ouvir falar de paixões.
Vou carregar a culpa,
De ser apenas quem sou,
De não ser melhor,
De não ser quem sempre sonhou.
Se eu sonho contigo,
Já acordo com outro ar,
Se você vivesse comigo,
Eu seria a mulher mais feliz do mundo.
Como a vida deixa isso acontecer?
Eu pouco aprendi com todos os enganos.
Nenhum homem me fará sonhar,
Tocando meu corpo e planos.
E se eu terei de seguir sozinha,
Implorarei sua presença em meu leito de morte.
Se eu acabar com essa vida,
Será a formalidade da dor apenas num corte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...