sábado, 4 de abril de 2015

Depois

Resultado de imagem para mulher pensando de costas
E depois.
Por causa do depois,
Lembro-me de ter perdidos 'os agoras'.
Por causa do depois lembro-me de ter sofrido hoje.
Por causa de não saber o que nunca soube de fato.
Se eu simplificasse.
Se eu implorasse menos.
Se eu me colocasse menos a disposição dos interesses alheios.
E depois?
Se eu  soubesse que não existe depois.
Se eu soubesse que não há nada.
Eu diria para mim mesma: Não se preocupe hoje!
E nesta falta de sangue na veia, nesta falta de sentir, ousar, correr, cair.
Nessa falta de mim mesma, morrem' os depois', morrem 'os agoras', sobram 'por quês'?
Um' por que' que nada explica, um interrogação fatal. Acreditei no depois.
Depois que for, depois que chegar, depois que acontecer...
Esse depois nunca veio.
O que vem depois do depois?
Há sempre algo inexplicável, inexplorável, inexistente.
Depois. Depois é só  consequência do agora.
O que vai ser depois? Agora já não me importo.
Arranco as sandálias, corro no asfalto, vou de encontro a vida, de encontro ao abraço.
Depois? Ah, não me importo. Depois eu saberei.
Pode ficar um vazio, mas o medo de não tentar é muito pior.
Depois eu vejo, depois eu penso, depois eu mudo de planos mais uma vez.
Eu quero agora, quero vida em mim, quero sentir a temperatura elevada,
quero seu olhar, quero não pensar no que virá.
E depois de tanta coisa, depois de tanta dor, só me resta não perder mais nada.
Depois eu me entendo, eu sempre volto para o meu mundo.
E até posso me arrepender, mas agora o meu depois só será bem vindo quando eu já tiver tentado,feito, vivido.
Depois eu não sei, o futuro ha tempos não me pertence, mas agora, agora eu quero o amor que faz o agora parecer eterno.Agora eu  amo.Depois já não importa.Agora é vida, depois é morte.

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...