Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Vamos falar sobre enganos...

Eu me enganei.
Não apenas a respeito dos outros,
mas a respeito de mim mesma.
Talvez a vida precise de mais de você,
Para que ela possa retribuir.
Apenas uma parte do que você dá,
volta de verdade para você.
Mas é uma parte que volta com força,
significado, sentido.
Se não tiver isso, tudo será energia perdida.
Eu me enganei ao pensar que sabia tudo,
Ao agir como quem não sabia nada.
Ao achar que um amor cura um outro.
Não existe cura para nada, se o que te fere estiver mal resolvido,
Não é uma pessoa que chegou agora que vai dar as repostas que você precisa.
Resolva.Seja o que for, e quando for.
Eu me enganei ao pensar que teria um melhor momento, para amar, sentir, viajar, conhecer e até sofrer. Melhor momento para piores coisas, sempre serão enganosos.
Não é porque você completou tal idade que as coisas vão acontecer daquela forma.
Você tem sua história, suas resoluções a serem apuradas.
Não é porque você resolveu rápido uma dor que pode apontar aquele que ficou ali.
Não é porque …

Escolhi seguir

Escolhi seguir.
Não porque estou no melhor momento,
Não porque fiz escolhas certas,
Não porque tenho motivos.
Escolhi seguir,
Não porque tenho certezas,
Não porque sei o que faço,
Não porque sei aonde vou.
Escolhi seguir, apenas isso.
As vezes eu choro por descontrole,
Já chorei por controlar demais.
As vezes eu me perco nos meus objetivos,
O que era sonho já não é mais.
As vezes eu sinto falta,
o que será que deixei no caminho?
O que será que o futuro guarda?
Será que preciso caminhar nesse vazio?
Vivi as minhas dores,
E elas me cegaram.
As incertezas do destino,
De um futuro imaginário.
As vezes me distancio,
e acho a vida tão frágil,
Por que fazemos planos para o futuro,
se não sabemos de tudo?
Seguir não é saber,
Ao contrário, sei menos ainda.
Ganhar também é saber perder,
Perdi amigos e o amor da vida.
Mas se tudo se acaba logo,
Porque eu entro nessa loucura?
Somos todos tão fúteis,
Nos consumimos na própria ira.
Eu  sabia tantas coisas,
e hoje, para que me servem?
Escolhi viver…