Pular para o conteúdo principal

Vamos falar sobre enganos...

Resultado de imagem para tristeza

Eu me enganei.
Não apenas a respeito dos outros,
mas a respeito de mim mesma.
Talvez a vida precise de mais de você,
Para que ela possa retribuir.
Apenas uma parte do que você dá,
volta de verdade para você.
Mas é uma parte que volta com força,
significado, sentido.
Se não tiver isso, tudo será energia perdida.
Eu me enganei ao pensar que sabia tudo,
Ao agir como quem não sabia nada.
Ao achar que um amor cura um outro.
Não existe cura para nada, se o que te fere estiver mal resolvido,
Não é uma pessoa que chegou agora que vai dar as repostas que você precisa.
Resolva.Seja o que for, e quando for.
Eu me enganei ao pensar que teria um melhor momento, para amar, sentir, viajar, conhecer e até sofrer. Melhor momento para piores coisas, sempre serão enganosos.
Não é porque você completou tal idade que as coisas vão acontecer daquela forma.
Você tem sua história, suas resoluções a serem apuradas.
Não é porque você resolveu rápido uma dor que pode apontar aquele que ficou ali.
Não é porque você não quer algo agora, que aquilo não voltará com força em sua mente.
Não é porque o tempo passou que você é uma pessoa melhor.
Eu me enganei quando quis matar o tempo.Deveria tê-lo vivido, revivido, ressuscitado.
Eu me enganei quando fugi dos meus conflitos; fingir que algo não aconteceu não é a melhor forma de limpar seu coração.Pratique o perdão.
Eu me enganei ao ser vitima das minhas escolhas, quando na verdade, era senhora de todas elas.
Posso ter feito pouco caso dos meus sonhos, posso ter tido medo de crescer, e tive que crescer para saber que não há respostas.
Eu me enganei quando não tentei tirar o melhor de tudo o que aconteceu. Quando sufoquei meus sentimentos, quando não fui ver um amigo, quando não fiz, não falei, não achei necessário, mas era apenas medo.
Eu me enganei quando achei que podia dar amor como gratidão.Amor não é moeda de troca, e sentimentos não são apenas palavras.
Eu me enganei quando esperei demais, foquei em coisas até  importantes, mas menos importantes do que as que realmente preencheriam meu coração.
Já pensou se nada do que julga certo hoje for o que vai preencher de fato seu coração?
Já pensou sobre seus sonhos? Eles estão numa gaveta? O que repousa hoje sobre eles? Compulsão? Depressão? Vingança?
Eu me enganei sobre a forma de se enganar, de se arrepender e de recomeçar.
Você se engana ao julgar os outros por suas próprias atitudes; você está arrependido não quando chora, mas quando você muda; e recomeço não é para quando der, mas para quando você enxergou a verdade e resolveu livrar-se de um falso conforto.
Vá mexer na sua gaveta e ver o que você está abandonando, Enganos são permitidos, desde que não sejam escolha sua!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A morte da menina

Morreu ela.
Coitadinha.
A menina,
menininha.
E agora,
Quem enterra?
Quais as culpas,
morrem com ela?
Você que vive,
Me diga por favor,
Como é viver
Sem ser digno?
Morreu você,
Morreram todos.
Andam sem saber,
Que todos somos.
Somos culpados
e inocentes,
Sangue derramado,
Vida inconsequente.
Você é melhor que o morto?
Na escala de quem?
Você se faz melhor que outro,
só por rezar e dizer amém?
Amém uns aos outros,
malditos infelizes.
Não adianta fazer tatuagem,
nas suas cicatrizes.
Vocês a mataram,
Ela morreu sem saber.
Que com a força que ela tinha,
não dependia de vocês.
Morram nos seus casamentos,
morram nas suas rotinas,
Mas não se achem mais vivos,
Que aquela formalizada morta menina!

Rei

Acaba com tudo,
acaba com isso,
Ó poderoso, rei dos reis.
Acaba com o mundo,
Ou muda tudo,
Ó poderoso, eu sou, eu sei.
Será que está assistindo,
Qual prazer isso lhe dá...
Será que mora em todo mundo,
Qual a maldade escolheu inventar.
Se fosse eu criador
Não teria criaturas sem amor.
Mas dão o nome de liberdade,
E ficam expostas as verdades.
Olho para o céu, ou para o mar.
A perfeição é tanta...
Mas está difícil caminhar.
Dói a garganta, arranha.
Se eu soubesse que é bom o lado de lá,
Eu iria agora mesmo.
Mas será a fé apenas um desespero
da vida adulta na infância.
Acaba com a dor, ou me ensina
Como ser daquelas pessoas que sabem sorrir.
Se existe uma luz de verdade aí em cima,
Ilumina o mundo e caia sobre mim.
Será a vida somente isso,
Luta e respira tão pouco.
Ainda bem que o amor é ilusão,
Pois só ilusões dão sentido a esse mundo tolo.