sábado, 2 de abril de 2016

Luz

Resultado de imagem para mulher dormindo de costas

Acenda a luz,
Estou com medo do escuro.
As vezes eu saio do meu sonho,
E dou de cara com meu pesadelo.
Esqueço que tenho essa idade,
E esqueço tudo que eu aprendi,
Volto a chorar,
Porque você não está aqui.
Quando fecho meus olhos,
Na escuridão da noite que torna todos iguais,
Eu sinto tanta saudade,
De você e tudo que não volta mais.
As vezes eu me sinto segura,
Mas o amor precisa morrer.
Seria Deus injusto?
Me deu esse amor e me deixa sofrer?
Acendo a luz,
Porque essa é a minha realidade.
Quase volto atrás,
No escuro da verdade.
Se você é feliz sem mim,
Vou dormir de luz apagada.
Se eu chorar antes de dormir,
Faz parte do processo de mágoa.
Há uma luz acesa
dentro do meu coração.
Eu apago essa tristeza,
Num processo de cicatrização.
Como posso querer voltar
A ser apenas apaixonada?
Não posso apagar a luz
da experiência encontrada.
Vou ter medo do escuro,
O coração vai apertar as vezes.
Mas vou superar isso tudo,
Vou apagar tantas cicatrizes.
Ainda vou deixar de usar,
A lembrança do seu sorriso como cura,
Vou apagar esses sonhos,
E acender o esquecimento da minha loucura.
Deixe a luz acesa,
Eu apago quando perder o medo.
Vá de uma vez,
Vou acordar bem, eu me conheço.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Presença

Não sabia a diferença entre a presença e o nunca estar. Eu não soube desde sempre, Eu nunca estava lá. Só algo que já passou, Ou semp...