Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

Primeira vez

Nada é tão fresco como a chegada,
Tão novo como o nascimento,
Tão intenso como a primeira dança,
Tão bonito como o primeiro amor.
Tão escuro como o pior pesadelo,
Tão decepcionante como a primeira confiança.
Tão incerto como as primeiras escolhas,
Tão verdadeiro como o espelho.
Nada é tão eficaz como a primeira decisão,
Tão gelado como o primeiro coração,
Tão inocente como o primeiro pé no mundo,
Tão feliz como o primeiro absurdo.
Nada é tão gostoso como o primeiro vento no cabelo,
Tão libertador como dirigir a noite,
Tão encantador como o primeiro sorriso,
Tão ilusório como o primeiro te amo.
Nada é de novo como a primeira vez,
Nenhuma fase sobrepõe a beleza da outra.
Em qual destas primeiras vezes
Eu deixei de ser eu mesma?
Nada será como foi e isso dói.
E pela primeira vez terei de recomeçar.
Muitas primeiras vezes todos os dias estarão a vir,
Até a primeira vez de tudo se acabar.
Nada é tão bonito como no começo,
Confesso que me dói as vezes de pensar.
Mas desejo muitas primeiras…

Lamentação

Lamento muito pelo fim.
Lamento o nosso fim.
No fim das contas,
Há o fim de todas as coisas.
Lamento por não ter sabido,
Lamento por não ter feito,
Feito por onde, feito qualquer coisa,
Que fizesse a vida acontecer.
Lamento não ter sabido lidar com as circunstâncias.
Lamento não ter fortalecido a minha criança.
Lamento ter olhado o retrovisor,
E ser o resto da minha infância.
Lamento os enganos e os tropeços.
O que dizer das auto-ilusões?
Lamento ter apontado o dedo.
Ter perdido todas as minhas razões.
Lamento assistir as velhas cenas,
E não saber como se faz para ser feliz.
Lamento esconder as verdades,
Em nome da mentira que se chama cicatriz.
Lamento ter sufocado, batido, agredido,
Matado, estrangulado, esquartejado o que eu sentia.
Lamento estar viva para ver você me esquecer.
Lamento não saber perdoar, dar a volta, parar de lamentar.
No fim das contas, eu lamento além da conta.
Lamento o velório de anos de um amor.
Lamento o meu corpo sofrer essa dor.
A alma, se houver de fato u…

Universo interno

Existe um universo interno.
Um jeito de viver dentro.
Um lugar que ninguém chega,
E onde não é medido o tempo.
Nesse lugar há um conforto.
Uma sensação de haver sempre tempo.
Nesse lugar você seleciona o confronto.
E escolhe se entrará o vento.
Nesse lugar só existem planos.
É pra lá que eu vou quando dói o meu coração.
Antes eu confiava nos outros.
Mas as pessoas aprender a pedir perdão.
Nesse universo inteiro,
A solidão é uma companhia.
Existe um vazio tão verdadeiro,
Que enche de ar o pulmão da vida.
Cuidado ao descobrir onde está
O universo interno do seu coração.
Corre um risco de lá ficar,
Toda vez que o mundo te disser não.
Mas quando se machucar,
Pode ir lá pensar um pouco.
É tanto para conquistar,
E o mundo é um lugar tão louco.
Existe um lugar seguro,
Onde não entram pessoas.
Só sentimentos e respostas puras.
Deus está lá, Deus está nas perguntas.